• A PIONEIRA DO DRAGÃO DO MAR

  • PRÉ-CARNAVAL DA CACHORRA!

  • #VemProSambaBom

  • Patrimônio Cultural de Fortaleza

1
/
3
/

[Diário do Nordeste] Caderno Zoeira: Estilo em Blocos

LÍGIA NOTTINGHAM

ligia@ligian.com.br

Blocos de pré-carnaval usam suas indumentárias para homenagear ícones cearenses.

Chico Anísio é o homenageado na blusa oficial do bloco Baqueta ( Foto: Patrícia Bessa )
Estampa e acessórios de cabeça homenageiam Espedito Seleiro. Na foto, Giovanna Fraga

Bloquinhos de pré-carnaval usam suas indumentárias para homenagear ícones cearenses

Já faz muito tempo que moda e música fazem uma combinação bombástica. Não há como imaginar uma coisa sem a outra e, é por isso que para se ter um bloquinho animado, é preciso muita preparação musical, bons instrumentos, uma infinidade de ensaios… E uma produção de estilo compatível com um grande show. A roupa precisa fazer “barulho”!

Em Fortaleza os bloquinhos de pré-carnaval já estão se consagrando como tradição e fazendo festa por toda a cidade. O Unidos da Cachorra, que está no circuito da Praia de Iracema há dez anos, já ganhou o título de Patrimônio Cultural do Ceará e leva com orgulho no peito ícones cearenses importantes.

Todo ano esses bloquinhos escolhem temas que serão abordados nas canções e principalmente na produção da indumentária. O interessante é que eles estão buscando na própria história as suas fontes de inspiração.

Este ano, o Baqueta faz homenagem póstuma ao mestre Chico Anísio. O artista que faleceu no ano passado é representado na camiseta do bloco através de seus diversos personagens num pano de fundo que traz a arquitetura do Dragão do Mar de dia e da Praia de Iracema à noite. “A camisa criada por Otávio Rodrigues mostra a festa começando no Dragão do Mar, quando ainda há sol, e chegando à noite na Praia de Iracema, que é onde o percurso acaba”, explica Kaline Maciel, integrante do bloco Baqueta.

Além da camiseta, os acessórios de cabeças são peças essenciais para o glamour da folia. Feitos pela designer Jomara Cid, os fascinators levam as cores do bloco, que são o azul e o lilás.

No Unidos da Cachorra a homenagem vai para o mestre do couro do Cariri, Espedito Seleiro, um dos artesãos mais famosos do Ceará, que já emprestou sua arte com design único a diversas marcas no País e já desfilou em diversas edições do São Paulo Fashion Week.

A camiseta criada por Rafael Lima Verde tem estampa inspirada numa jaqueta de couro feita com estilo inconfundível para quem conhece o trabalho do artista. Os acessórios entram em cena para dar o “gran finale” à vestimenta. No bloco, cada ala tem uma “cabeça” diferente, todas com características que também levam os traços do Seleiro.

“O Unidos da Cachorra representa a nordestinidade. Estávamos pesquisando quem poderia ser o nosso homenageado desse ano e ficamos encantados com o trabalho de Seu Espedito e toda a sua trajetória”, diz Christina Matheus, integrante do bloco. Música e moda contam a nossa história.

32

32

,2

Conteúdo
Fonte: Diário do Nordeste
Mais fotos no blog www.ligian.com.br

Category:
  Notícias
this post was shared 0 times
 100